Como conseguir melhores resultados com sua apresentação

Conteúdo

Como conseguir melhores resultados com sua apresentação

Smartalk
Escrito por Smartalk em 25 de janeiro de 2016
FAÇA PARTE DA NOSSA ACADEMIA

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Uma boa apresentação não depende apenas de você mesmo. Afinal de contas, é preciso ter em mãos um material rico em informações, com histórias descontraídas e interativas. Mas, para que tudo isso seja possível, você precisa valorizar a etapa de planejamento. Ao estudar pontos como tema, público e estrutura dos slides, você estará mais preparado para alcançar — ou até superar! — as expectativas dos seus ouvintes.

Para te ajudar nessa tarefa, preparamos o post de hoje. Aqui você confere uma lista com 9 dicas para conquistar resultados melhores em suas apresentações. Dê uma olhada:

Defina o objeto prioritário da sua apresentação

Esse é o primeiro e um dos mais relevantes passos. Afinal, sem um tema, não teria como prosseguir com a montagem. O que queremos destacar nesse caso é a importância de ter um assunto principal para a sua apresentação. É estudar e preparar os slides e os conteúdos focados em apenas um objeto.

Por exemplo: se você for preparar uma apresentação da sua empresa, você precisará definir qual o tema central, que pode ser:

  • A história;
  • Os produtos;
  • Os resultados;
  • Os funcionários;
  • Os clientes;
  • Etc.

Ter uma única linha ajuda a criar uma apresentação mais objetiva e menos dispersa. Claro que isso dependerá de onde você estiver falando e da liberdade disponível. Contudo, em um ambiente de negócios — como em reuniões e negociações, nas quais o tempo é corrido —, quanto menos enrolação, melhor.

Mostre algo importante para o seu público

Conhecer a fundo o seu público poderá ajudar na forma como a sua apresentação será estruturada. Colaboradores, clientes que você conhece, potenciais clientes não muito próximos ou investidores: cada segmento terá uma linguagem específica, um conteúdo mais direcionado e objetivos e metas diferentes.

Sabendo quem irá compor o seu grupo de espectadores, procure analisar:

  • Quais são as principais dúvidas e problemas deles;
  • O que eles esperam como solução;
  • Quais informações relevantes você tem a oferecer;
  • O que pode prender a atenção deles até o final a apresentação;
  • Quais problemas eles podem estar enfrentando hoje.

Concentre-se em ajudar o seu público. A apresentação e seu conteúdo precisa ser interessante, agradável e benéfico para eles e não para você. Não é só o que você acha extraordinário, é o que realmente fará diferença para as pessoas após a apresentação, portanto é importante entender o perfil do seu público para focar na solução dos problemas que ele pode estar enfrentando hoje. As pessoas não querem comprar produtos e serviços, elas querem comprar benefícios que as ajudem a ganharem mais, a se destacarem, a crescerem, seja profissional ou pessoalmente.

Crie vários formatos para uma mesma apresentação

Essa é uma dica válida especialmente para aqueles que gostam de produzir suas apresentações no Prezi, no Google Slides ou no Keynote — softwares menos usados do que o popular PowerPoint.

A importância em variar os formatos está em otimizar a passagem e a visualização dos slides em diferentes dispositivos. Algumas apresentações podem ficar pesadas para rodar em alguns computadores, assim como podem ser incompatíveis com tablets ou smartphones, dessa forma, você pode acabar dificultando a visualização do seu material e absorção da ideia que queira transmitir.

O ideal é sempre pensar, nas pessoas que podem ficar interessadas em seu conteúdo e queiram ter posse dele para uso pessoal. Portanto, faça uma variável para cada software e formatos diferentes do próprio PowerPoint, como .ppt, .pptx e até mesmo em .pdf. A ideia é sempre pensar nas pessoas e empresas que vão receber ou utilizar o seu material e estar preparado para atendê-las de acordo com o formato que precisarem.

Use títulos curtos, listas e tópicos

A importância dos títulos está em resumir a ideia de um slide em uma frase, de rápida compreensão e não desvie muito a atenção do público em relação a você ou quem estiver apresentando. Caso mais informações precisem ser expostas em uma única lâmina, é recomendado o uso dos elementos restantes. Listas e tópicos, em média com 3 itens, facilitam a memorização do conteúdo trabalhado.

Não se esqueça que a sua apresentação deve servir de apoio para você se destacar ainda mais durante uma negociação, um evento de lançamento de produto ou outra situação semelhante. Quando você utiliza um material como suporte, ser objetivo no conteúdo e aproveitar dos tópicos te dá uma organização maior das ideias, além de gerar espaço para você, como o apresentador ou o negociador desenvolver verbalmente o conteúdo e transmitir mais confiança no assunto, profissionalismo e gerar credibilidade.

Não se esqueça de que os slides estão ali para serem um suporte ou, no máximo, um roteiro para ajudar a sua apresentação. O foco deve ser no discurso do orador, pois, em uma proposta de venda, por exemplo, o cliente vai negociar com você — e não com um slide, certo?

Outro detalhe importante é a medida das fontes. Dê preferência para as maiores! O tamanho dos textos pode variar entre 28, 30 e 32, ao passo que os títulos devem ser maiores do que 36. Essa escolha depende do tamanho do ambiente da apresentação e do alcance visual das pessoas.

Promova storytellings

O storytelling é um recurso poderoso e muito usado por grandes marcas no mundo para contar histórias boas e relevantes. A importância em criar e reproduzir histórias está na facilidade de nós entendermos melhor as mensagens transmitidas. Músicas, filmes e séries não seriam tão populares se não fossem fáceis de memorizar e capazes de nos envolver.

A base para uma boa história é ter uma sequência lógica, com início, meio e fim. Mais do que isso, ela pode ter personagens, vilões, conflitos, desfechos, problemas, soluções e muitos outros elementos pensados em cativar o público. É despertar o interesse das pessoas pelo lado lúdico, mesmo quando o tema for algo mais estático.

Sem dúvidas, o storytelling é a melhor forma de criar uma conexão com o seu público. Em seus slides, pense em fazer com que cada lâmina esteja ligada à próxima e à sua precedente. Assim você vai fazer com que cada página desperte uma expectativa para a próxima etapa.

Interaja com os espectadores durante a apresentação

As pessoas tendem a perder um pouco do foco em discursos muitos centrais, fechados apenas na figura do interlocutor. O ideal, até para quebrar um pouco dessa unilateralidade, é conversar com o público antes e durante a apresentação — e não apenas depois, como nos tradicionais esquemas de perguntas e respostas.

Por exemplo: durante os cumprimentos iniciais, você pode pedir para que algumas pessoas falem quais são suas expectativas e o que elas esperam da apresentação. Já no meio da sua fala você pode pedir a opinião ou a sugestão dos seus espectadores.

Lembre-se que você está diante de pessoas comuns e nós nos engajamos melhor em qualquer situação quando somos chamados a participar ativamente das atividades.

Personalize a sua apresentação

Seguindo a última ideia do tópico anterior, você pode aproveitar as sugestões do público para abandonar a linearidade da sua apresentação. Softwares como o Prezi permitem que você possa se aprofundar em um determinado tópico ou pular diretamente para o próximo. Assim, você abre a possibilidade de seguir caminhos de acordo com a vontade dos espectadores.

Outras formas de personalizar a sua apresentação é trabalhar com a inserção de vídeos animados dentro do material (alinhado com o assunto que está sendo abordado), organizar os tópicos através do Menu, que também te dá flexibilidade para ir e vir em qualquer assunto quando e onde precisar, além de inserir infográficos e diversos tipos de animações. Vale reforçar que analisar o tipo de público que vai receber ou ver o material pesa muito no momento de personalizar a apresentação, porque para cada perfil de público, existe um “limite” de personalização.

Varie nos tipos de conteúdo da sua apresentação

Em seus slides, você não precisa usar apenas textos e tópicos, por exemplo. É legal variar com imagens, locuções, animações, vídeos, trilhas sonoras, tabelas, gráficos. Essa espécie de intercalação ajuda na memorização da posição das informações em sua apresentação.

Por exemplo: será muito mais fácil para um espectador lembrar onde estava um determinado vídeo se ele é o único ou um dos poucos em uma apresentação que também conta com textos, imagens etc.

Deixe sempre o seu contato a disposição

Quando você se apresenta para muitas pessoas as quais ainda não constituiu uma relação comercial, o ideal é oferecer essa oportunidade para eles. Quando você monta e reproduz uma apresentação com um bom conteúdo, dinâmica e agradável, parte do público certamente terá curiosidade ou interesse em continuar a manter contato com você ou com sua empresa.

Portanto, não se prenda apenas a cartões de apresentação. No final dos slides, exponha seu telefone, e-mail, perfis nas principais redes sociais e aplicativos de mensagens.

Para trazer mais resultados você deve pensar cuidadosamente em cada um desses pontos levantados. É traçar um planejamento para definir um norte para a sua apresentação; produzir um conteúdo rico, conciso, memorável e de fácil entendimento; fazer uma exibição mais dinâmica, com troca de informações a qualquer momento; e, por último, dar a chance para que as pessoas, de todas as formas, possam manter contato com a sua empresa e rever o conteúdo da apresentação.

O que você acredita que poderia entrar nesta lista para aumentar a eficiência de uma apresentação?

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

FAÇA PARTE DA NOSSA ACADEMIA