Veja como fazer apresentações matadoras

Performance

Veja como fazer apresentações matadoras

Smartalk
Escrito por Smartalk em 27 de maio de 2016
FAÇA PARTE DA NOSSA ACADEMIA

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Fazer uma apresentação e transmitir uma mensagem com sucesso, sem que a sua audiência fique facilmente entediada, e ainda saia empolgada e com total entendimento do tema discutido é uma tarefa muito mais difícil do que parece.

É assustador o quão comum são as expectativas das pessoas para que uma apresentação seja entediante. Muitas delas, por exemplo, buscam refúgio em algo mais interessante nas redes sociais logo nos primeiros 5 minutos.

Não há nada pior do que se preparar dias para uma apresentação e na hora perceber que ninguém está prestando atenção ou que as pessoas não entenderam absolutamente nada do que você disse. Para que isso não aconteça, separamos algumas dicas incríveis para você aprender como fazer apresentações matadoras! Confira!

Conte uma história

O storytelling é uma das maneiras mais eficazes de fazer uma apresentação que seja memorável e facilmente compreendida pelo seu público. A seguir, explicaremos um pouco mais sobre o que é e como você pode usar essa técnica antiga para contar histórias e prender a atenção da sua plateia!

Saiba o que é Storytelling

Como você provavelmente já deve ter imaginado, o storytelling nada mais é do que o processo de contar histórias. Quando traduzimos esse conceito para uma apresentação, significa que, em vez de simplesmente falar sobre a sua solução, tese ou ideia, você deve desenvolver um enredo com começo, meio e fim para transmitir a mensagem desejada.

Descubra como contar histórias na sua apresentação

Já foi comprovado cientificamente que nós absorvemos e guardamos informações mais facilmente quando as recebemos em formato de histórias. Ou seja, você pode montar uma apresentação linda e cheia de embasamento teórico com vários gráficos e tabelas, mas as chances de as pessoas se lembrarem da maior parte dessas informações mais tarde serão mínimas.

Outro ponto importante é que a nossa mente prefere histórias a fatos e dados, justamente, porque as pessoas conseguem se identificar com esse tipo de apresentação e sentem conexões emocionais com o enredo contado. Todos esses fatores levam a sua audiência a “viver” a sua apresentação, aumentando o entendimento e a memorização daquilo que foi contado.

Por fim, as histórias têm um potencial muito maior de inspirar ações. Portanto, se você precisa que a sua audiência execute alguma tarefa, seja ela fazer o download da própria apresentação ou comprar um livro, o storytelling será muito mais efetivo do que uma apresentação tradicional.

Dê mais vida a sua apresentação com essas técnicas

Agora que você já conhece a importância do storytelling para fazer apresentações matadoras e engajar a sua audiência, separamos as 5 técnicas mais importantes para você começar a contar histórias em suas apresentações!

Explique o propósito da história

Toda história possui um objetivo, que precisa ser transmitido para a audiência logo no começo da apresentação. Por isso, antes de sair estruturando os slides e criando um roteiro, pare por um momento e pergunte-se qual ideia central e o que você está tentando transmitir ao contar essa história.

Quando você souber a resposta, não tente guardá-la a 7 chaves ou criar um suspense! Logo no início da sua apresentação, explique para o seu público da forma mais clara possível o porquê de você estar contanto essa história. Esse momento é essencial para atrair a atenção das pessoas e mostrar o motivo pelo qual elas devem prestar atenção ao que você tem a dizer.

Entenda sobre o que a sua história é

Essa pode parecer uma dica bastante óbvia, no entanto, transformar uma apresentação em uma história não é uma tarefa simples e as chances de nos perdemos no meio do caminho são grandes.

Por isso, durante todo o roteiro não deixe de se perguntar sobre o que é essa história que você está contanto. Esse exercício te ajudará a manter o ritmo do storytelling e a não colocar elementos que desviem o foco ou não façam sentido na apresentação.

Lembre-se que toda história tem começo, meio e fim

Esse é mais um ponto que pode parecer muito óbvio, mas que acaba gerando diversas dúvidas e erros quando usamos as técnicas do storytelling para fazer apresentações.

Toda história possui um começo, um meio e um fim. Por isso, é muito importante respeitar todas essas etapas e não sair “entregando o ouro” logo de cara. Para fazer isso, estruture a sua apresentação conforme o roteiro que explicaremos a seguir:

No começo, você deve apresentar o propósito da história, introduzir as personagens e apresentar o problema sobre o qual você falará.

O meio da história é o momento onde o problema ganha maior destaque e é abordado com detalhes. O problema, então, passa a ser tratado como o grande conflito da sua apresentação, por isso, é importante trazer à tona os sentimentos que ele desperta, de forma que a sua audiência consiga criar uma identificação com o que você está contando. Nesse sentido, falar que o problema te deixa irritado ou entusiasmado é muito mais efetivo do que apenas apresentar dados ou gráficos.

Como o meio costuma ser a parte mais densa da história, o final também precisa ser breve para que a apresentação não fique muito longa ou cansativa. Fale sobre a resolução do problema que você apresentou de forma objetiva e explique claramente como essa solução foi “a grande salvadora da história”.

Dê vida aos personagens

Uma boa história é construída com base em personagens e ações. Dessa forma, em vez de detalhar quem são as personagens, prefira mostrar ao longo da história o que elas fazem e como se comportam.

Essa é uma excelente dica, principalmente quando você precisa apresentar dados, para deixar a apresentação mais atrativa e interessante. Quer um exemplo prático sobre como usar essa técnica?

Em vez de simplesmente dizer que as mulheres costumam ganhar, em média, 27% a menos que os homens no mercado de trabalho, conte uma história sobre a Ana e como ela vem se esforçando para conseguir uma promoção há muitos anos, mas descobriu recentemente que seu colega, que é homem e bem menos qualificado que ela, foi promovido em seu lugar.

Agora que o seu público criou uma identificação com a história e entendeu melhor o problema, chegou o momento de apresentar os dados e mostrar que você tem um embasamento para falar sobre esse tema.

Explore os detalhes sensoriais

Não é só de personagens que uma história é feita, os detalhes e a “experiência” vivida pelo público também contam. Por isso, use elementos mais ricos para descrever os cenários através de descrições dos sentidos, como cheiros e sons.

Você não precisa procurar efeitos sonoros ou levar um aromatizante de ambientes para apresentação, mas sim, falar sobre como era o clima naquele dia em que você teve a ideia sobre a qual está falando, por exemplo.

Essas informações são muito importantes para que a sua audiência consiga visualizar o cenário no qual a sua história se passa e, dessa forma, se sentir como parte dela.

Planeje o que será falado

Pode apostar que grande parte do sucesso da sua apresentação estará relacionado ao tempo e a forma como você a planejou. Fazer uma apresentação sem pesquisar, dar muita atenção à parte visual ou, até mesmo, fazer um brainstorm para definir o que você vai ou não dizer são os passos para o fracasso.

Veja, a seguir, como planejar a sua apresentação para que ela saia melhor do que o esperado!

Saiba como planejar a sua apresentação

Para que nenhum desses pontos que citamos acima aconteçam e você consiga montar a sua apresentação de forma eficiente, listaremos um breve passo a passo para que você a planeje com sucesso!

Comece pelo final

Isso mesmo, você não leu errado! A melhor forma de planejar a sua apresentação é começando pelo final.

A abertura é extremamente importante para ditar o ritmo de toda a apresentação. Se você fizer uma abertura sem graça e que não desperte o interesse do seu público, será muito difícil conquistá-lo ao decorrer da apresentação.

Para fazer isso, pense em como você gostaria que a sua apresentação terminasse e qual precisa ser a última mensagem ou frase a ser transmitida. Ao responder essa pergunta e ter em mente qual e como será o encerramento, fica muito mais fácil criar a introdução e desenvolver o resto da apresentação!

Planeje o meio da apresentação

Assim que você conseguir criar uma abertura matadora, chegou o momento de estruturar o corpo da apresentação de forma a transmitir a mensagem desejada.

Além das técnicas de storytelling que demos logo no começo do artigo, uma outra dica muito bacana é reforçar, de formas diferentes, a mensagem que você deseja passar. Mas tome cuidado para não se tornar repetitivo! O objetivo aqui é aumentar as chances de o seu público compreender e absorver a mensagem, e não se tornar um chato que só fala sobre a mesma coisa!

Outra dica que pode te ajudar a estruturar a apresentação de uma forma mais eficiente é a de usar diferentes exemplos. Essa é uma técnica que contribui para que as pessoas consigam se identificar com o que você está falando e, com isso, você potencialize ainda mais o poder de absorção da mensagem!

Pense exatamente no que você pretende dizer

Uma apresentação de sucesso é composta pela parte visual e oral. Por isso, não adianta nada você montar slides lindos se não tiver um bom discurso, um excelente ritmo e cadência na fala. É muito importante pensar no que você vai dizer, tanto para montar os slides quanto para não se perder ou esquecer algo importante quando chegar o momento de apresentar.

Uma excelente dica para te ajudar nessa tarefa é usar os mapas mentais. Também conhecidos como mind maps, essa é uma ferramenta muito eficaz para a estruturar a apresentação, memorizar os principais pontos e encontrar a melhor forma de falar sobre cada informação.

Para fazer um mapa mental, escreva o tema central de sua apresentação no meio de uma folha em branco e vá ramificando esse tema em subtópicos importantes até você desenhar toda a sua fala. Lembre-se que esse é um recurso para te ajudar a organizar as ideias, por isso, deve ser objetivo e de fácil identificação.

Não deixe para fazer o planejamento em cima da hora

O planejamento de uma apresentação deve ser respeitado como o planejamento de qualquer outra atividade, por isso, deixar para fazê-lo em cima da hora ou com apenas alguns dias de antecedência é um grande erro!

Quanto mais tempo você tiver para pesquisar, revisar e praticar a sua apresentação, maiores as chances de ela ser um sucesso! Uma dica muito bacana é reunir um grupo de amigos e fazer a apresentação para eles antes do grande dia. Além de te ajudar a memorizar as informações e a praticar a apresentação, esse é um excelente exercício para ouvir feedbacks e melhorar uma ou outra coisa que ainda não estão 100% boas.

Defina um objetivo para sua apresentação

Definir o objetivo de uma apresentação pode parecer uma tarefa simples e pouco importante. No entanto, esse é um passo essencial para que você determine o rumo daquilo que precisa dizer e se organize para passar a mensagem da melhor forma possível.

Ao definir o objetivo da apresentação, é importante ter em mente o que você deseja que a sua audiência absorva e qual ação você quer que ela tome após a sua conclusão.

Pesquise sobre o que você vai falar

A tarefa de definir um objetivo não termina quando você descobre o propósito essencial da sua apresentação, é preciso reunir o máximo possível de informações sobre o tema para não usar uma abordagem antiga ou muito avançada para o seu público.

Nesse ponto, é importante realizar pesquisas que possuam alguma relação com o público para o qual você vai fazer a apresentação. Tente encontrar palestras anteriores para o mesmo grupo de pessoas e veja o que já foi dito para que, dessa forma, você consiga levar uma visão nova e com informações realmente relevantes.

Também é sempre bacana tentar conversar com experts no assunto para enriquecer ainda mais a sua apresentação com depoimentos ou, até mesmo, descobrir formas mais criativas de abordar o tema que será falado.

Faça uma apresentação de slides eficiente

“Uma imagem vale mais do que mil palavras”. Essa máxima bastante conhecida por todos não deixa de ser válida também quando falamos de uma apresentação de slides. No entanto, é muito importante tomar cuidado com esse ponto para que você não acabe piorando em vez de melhorar a sua apresentação.

Ficou curioso sobre como usar os recursos visuais para montar uma apresentação de sucesso? Então confira as dicas a seguir!

Use os slides para dar forma e ritmo a apresentação

O objetivo de uma apresentação de slides é dar forma e ritmo à mensagem que você deseja transmitir para o público. Por isso, as imagens e os vídeos são excelentes aliados para se conectar com a plateia e ilustrar dados e informações que são difíceis de explicar.

Vídeos curtos (de preferência, com menos de 60 segundos) são um ótimo recurso para transportar a audiência para dentro da história que você está contando e mostrar, na prática, experiências ou descobertas. Mas tome cuidado! Vídeos institucionais ou promocionais de empresas e produtos costumam ter o efeito contrário e dispersam ainda mais a audiência!

Para as imagens, é muito importante escolher opções que complementem ou ilustrem a informação que você precisa transmitir. Quanto mais bonitas e atrativas elas forem, melhor! Se você não tiver fotos próprias, procure por algumas em bancos de imagens gratuitos. Tome cuidado para não usar fotos ou imagens em baixa resolução, já que elas costumam ficar bastante distorcidas nas apresentações em telas maiores.

Não deixe o slide ser uma “muleta”

Se você vai criar uma apresentação de slides com textos enormes e todas as informações detalhadas que precisa passar para o público, qual o propósito de você estar lá presencialmente?

Criar slides repletos de textos longos é uma das piores coisas — se não, a pior — que você pode fazer em uma apresentação. Para estragar de vez e garantir que ninguém prestará atenção em uma palavra do que você disser, é só ler todo o texto dos slides e ficar a apresentação inteira de costas para o público!

O objetivo dos slides é servir como complemento ou breves lembretes do que precisa ser dito ou reforçado. Por isso, eles devem possuir pouco ou quase nenhum texto.

Faça um exercício enquanto estiver montando a sua apresentação e coloque apenas os pontos centrais nos slides. Depois, revise tudo e tente tirar um pouco mais de informação!

Lembre-se: menos é sempre mais. Você não quer que a sua plateia fique entediada ou comece a procurar coisas mais interessantes para ler nas redes sociais no meio da sua apresentação.

Jamais use efeitos sonoros e visuais

Você gosta daqueles slides que aparecem girando e de palavras que entram fazendo barulho de carro quando você clica na tela? Se a sua resposta foi sim, então é melhor começar a rever os seus conceitos sobre o que é uma boa apresentação!

Esses recursos, além de serem totalmente ultrapassados, são chatos e completamente irritantes. Uma apresentação de impacto não tem nada a ver com efeitos de explosão e muito barulho, e sim, com uma linha de raciocínio bem estruturada e elementos visuais que complementem aquilo que você tem a dizer.

Conheça o público para quem você vai apresentar

A sua apresentação pode estar linda e repleta com os dados e descobertas mais incríveis do mundo. Porém, isso tudo de nada vai adiantar se o seu público não estiver interessado ou não entender sobre o assunto que você está apresentando.

Quem são as pessoas que estarão na plateia? São estudantes, executivos ou especialistas técnicos? Conhecer o público para quem você vai falar faz toda a diferença na hora de planejar e estruturar a sua apresentação!

Imagine que você seja um especialista em segurança da informação e fará uma palestra sobre a importância de preservar as informações da empresa para um grupo de gestores. No entanto, nenhum deles é da área de TI, e sim, de Marketing, Comercial e Administração. Se você fizer uma apresentação repleta de termos técnicos e chavões do mercado, as chances de alguém se interessar e o pior, entender alguma coisa, serão mínimas!

Para conquistar esse público, é importante traduzir a mensagem para uma linguagem simples e repleta de analogias que seja de fácil identificação com o dia a dia dessas pessoas. Por isso, uma das grandes chaves de uma apresentação de sucesso é saber com quem você falará para adaptar a linguagem e as técnicas de apresentação de forma direcionada a esse público.

Interaja com o público e prepare-se para as perguntas

Uma apresentação dinâmica e empolgante também tem relação direta com o ritmo do apresentador e as interações que ele cria com a plateia. Quando você sabe com quem está falando, consegue levar materiais atrativos e fazer perguntas que chamarão a atenção do público, evitando com que o tão temido tédio apareça para estragar tudo.

Outro ponto muito importante de conhecer o seu público é que isso te prepara para responder as perguntas que possam surgir. Se você estiver lidando com pessoas que conhecem muito sobre o tema, por exemplo, prepare-se para pesquisar a fundo sobre o assunto para que você consiga levar informações recentes ou pouco exploradas. No caso oposto, é importante traduzir a linguagem da apresentação para que ela fique mais leve, objetiva e de fácil entendimento.

Infelizmente, não há uma fórmula do sucesso para fazer uma apresentação matadora e com garantia de sucesso. No entanto, se você estiver bem preparado, souber com que você vai falar e usar as dicas que demos aqui, as chances de você fazer uma apresentação de impacto e que seja inesquecível serão muito maiores!

Não tenha medo de expor as suas ideias ou de parecer ridículo na frente das pessoas. Normalmente, as melhores apresentações são aquelas que possuem um elemento inusitado e não tem medo de serem criativas e ousadas.

Prepare-se com o máximo de antecedência possível e pratique bastante para chegar a um roteiro ideal e criar uma apresentação de slides atrativa e que complemente a história que você pretende contar. Suba no palco tranquilo e com segurança. Com certeza, a sua apresentação fluir e você conseguirá transmitir a mensagem que deseja!

Ainda está com dúvidas ou quer saber mais sobre alguma das dicas de como fazer apresentações? Manda para a gente que vamos te ajudar!

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

FAÇA PARTE DA NOSSA ACADEMIA